(11) 4438-8922

Previsto na Convenção Coletiva de Trabalho, o Piso Regime Especial é exclusivo para associados SINGRAFS.

Os requisitos para aderir ao Regime Especial são:

  • Estar enquadrado como ME (Microempresa);
  • Ter faturamento bruto anual igual ou inferior a R$ 400.000,00;
  • Estar em dia com o pagamento das contribuições sindicais. 

O Piso Regime Especial permite ao empresário praticar piso salarial diferenciado (R$ 1.374,91) na contratação de novos funcionários.

Para saber mais, leia atentamente a Cláusula 3ª, letra D, da CCT 2021-2022, ou entre em contato com o SINGRAFS pelo telefone (11) 4438-8922.

A produção industrial paulista acumulou queda de 7,3% entre janeiro e fevereiro deste ano. Dos 15 locais analisados pela PIM (Pesquisa Industrial Mensal) Regional, nove registraram índices negativos no período. A média nacional, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ficou em -5,8%.

Na comparação com fevereiro do ano passado, as perdas acumuladas pela indústria de São Paulo foram de 5,4%, taxa maior que a média nacional (-4,3%).

A média móvel trimestral chegou a 0,7%. Em fevereiro, a produção da indústria subiu 1,1%; no acumulado dos últimos 12 meses, caiu de 3,8% para 3%.

Para saber mais sobre a PIM Regional, clique aqui.

Em março, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) teve alta de 1,62%, a maior variação para o mês desde 1994 (42,75%), antes da implementação do Plano Real. No acumulado do ano, ficou em 3,20%, e no dos últimos 12 meses chegou a 11,30%.

Dos nove grupos de produtos e serviços analisados, oito tiveram aumento de preços em março. O maior impacto (0,65 p.p.) e a maior variação (3,02%) vieram de Transportes, influenciado pela alta dos combustíveis (6,70%) – em especial, o da gasolina (+6,95%).

Já o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) teve alta de 1,71% em março, também a maior variação para o mês em 28 anos (em 1994, o índice era de 43,08%). No acumulado do ano, chegou a 3,42%, e no dos últimos 12 meses, ficou em 11,73%.

Regionalmente, o INPC de São Paulo subiu de 1,05% (índice de fevereiro) para 1,58%, acumulando alta de 1,55% no ano e de 12,13% nos últimos 12 meses, média acima da nacional.

Para saber mais sobre os índices inflacionários de março, medidos oficialmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), clique aqui.

Nesta sexta-feira (8), não haverá expediente na ASSINGRAFS e no SINGRAFS em razão do feriado municipal de Aniversário de Santo André, cidade que sedia as entidades.

O município completará 469 anos de fundação com diversas atividades para celebrar a data, como apresentações musicais e teatrais no Paço Municipal e em Paranapiacaba. A programação completa pode ser acessada aqui.

O Governo Federal anunciou, nesta quinta-feira (07), o fim da cobrança de tarifa extra na conta de luz a partir de 16 de abril. A bandeira de escassez hídrica foi criada pela Aneel (agência Nacional de Energia Elétrica) para custear o acionamento de usinas térmicas e da importação de energia elétrica durante o período de seca, que prejudicou o funcionamento das hidrelétricas.

Antes, a bandeira tarifária mais cara era a vermelha patamar 2, com valor de R$ 9,49/100 kWh adicionais. A escassez hídrica vigoraria entre 1º de setembro de 2021 a abril deste ano, cobrando R$ 14,20/100 kWh a mais.

Saiba mais:
- Aneel cria nova bandeira tarifária e conta de luz fica 49,63% mais cara
- Reajuste do valor de bandeira tarifária deixará conta de luz 52% mais cara

Com a exclusão da tarifa extra, as contas de energia elétrica ficarão 20% mais baratas a partir de maio. O MME (Ministério de Minas e Energia) informou que a previsão é de que a bandeira verde seja mantida para todos os consumidores até o final do ano.

Fonte: Agência Brasil.

A Receita Federal prorrogou o prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física 2022. Os contribuintes, agora, terão até 31 de maio para enviar as informações.

Saiba mais:
- Prazo para envio de declaração de IR 2022 começa em 7 de março

A prorrogação da data também inclui a entrega da Declaração Final de Espólio (pessoa falecida) e Declaração de Saída Definitiva do País. Para estes, o pagamento do imposto deverá ser feito até o último dia de maio.

É com imenso pesar que a ASSINGRAFS e o SINGRAFS comunicam o falecimento do Sr. FUAD SAYAR nesta segunda-feira, 4 de abril, aos 86 anos.

Desde a fundação das entidades, o Sr. Fuad contribuiu para a criação, desenvolvimento e crescimento da Associação e do Sindicato de forma inestimável. Seu relacionamento com os colaboradores, diretores, empresários gráficos e dirigentes sindicais sempre teve como base o respeito e a cordialidade.

O Mestre Fuad, como era chamado, deixa esposa, dois filhos e duas netas, e será sempre lembrado com muito carinho, admiração e saudades. 

O velório será no Memorial Jardim Santo André (Av. Queirós Filho, 1.750, Vila Humaitá, Santo André), das 10h às 13h.

Nossa irrestrita solidariedade à família e aos amigos.

Em fevereiro, a produção de celulose, papel e produtos de papel caiu 3,4%. O grupo esteve entre as 10 das 26 atividades econômicas analisadas pela PIM (Pesquisa Industrial Mensal) que tiveram variações negativas no período. De acordo com o levantamento, o setor intensificou a queda verificada em janeiro (-1,8%).

Na comparação com fevereiro de 2021, a indústria de celulose, papel e produtos de papel retraiu 5,8%. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (1º).

MÉDIA NACIONAL

A produção da indústria nacional cresceu 0,7% em fevereiro, e nos últimos 12 meses registrou alta de 2,8%. No entanto, acumula quedas de 5,8% no ano e de 4,3% na comparação com o mesmo período de 2021.

Esses resultados colocam o setor industrial 18,9% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011. Das 26 atividades econômicas analisadas, 16 apresentaram variações positivas, com destaque para as indústrias extrativas (+5,3%), que voltaram a crescer após queda de 5,1% em janeiro.

Para saber mais sobre a PIM, clique aqui.

No trimestre encerrado em fevereiro deste ano, a Indústria Geral foi responsável pela criação de 995 mil vagas de trabalho (alta de 8,8%). O número de empregadores aumentou 5,2% frente ao período anterior, totalizando 4,1 milhões de empreendedores entre dezembro de 2021 a fevereiro de 2022. Na comparação anual, o crescimento foi de 7,6%. Estes são dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, divulgados nesta quinta (31) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A taxa de desocupação de 11,2%, queda de 0,4% na comparação com os três meses anteriores (11,6%). O número de brasileiros desempregados chegou a 12 milhões no período, redução de 3,1% frente aos verificado anteriormente. 

O contingente de pessoas com emprego foi de 95,2 milhões, e o nível de ocupação atingiu 55,2%. Houve, ainda, quedas nos dados sobre trabalhadores sem carteira assinada. A taxa de informalidade ficou em 40,2% (antes, era de 40,6%); o número de trabalhadores informais totalizou em 38,3 milhões.

Para saber mais sobre a PNAD Contínua, clique aqui.

Em fevereiro, a inflação da indústria chegou a 0,56%, uma desaceleração frente a janeiro (1,18%). No acumulado dos últimos 12 meses, o IPP (Índice de Preços ao Produtor) chegou a 20,05%, queda de 5,48% na comparação com o mês anterior; e no acumulado do ano, ficou em 1,77%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O índice analisa os preços de produtos na “porta de fábrica”, sem considerar frete e impostos.

Das 24 atividades analisadas, 15 apresentaram avanços nos preços, sendo as indústrias extrativas as que tiveram o maior impacto (0,44 p.p. no resultado geral) e a maior variação no período. Este grupo registrou aumento 8,34% nos custos de produção em fevereiro, influenciada pela elevação dos preços do óleo bruto de petróleo, minério de ferro e das commodities.

Já o inflação na indústria da transformação foi de 0,13% no mês. Para saber mais sobre o IPP de fevereiro, clique aqui.