(11) 4438-8922

As tarifas da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) no Grande ABC e na Baixada Santista sofrerão reajuste a partir do próximo domingo (20). Até o momento, os novos valores das passagens de ônibus intermunicipais, trólebus e VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) não foram anunciados.

Atualmente, o preço da passagem do ônibus intermunicipal no ABC é cobrado a partir de R$ 4,40. A viagem de trólebus pelo Corredor ABD custa R$ 4,30. E a tarifa do VLT é R$ 4,50.

Cerca de 521 mil empresas foram excluídas do Simples Nacional pela Receita Federal neste mês. A decisão, anunciada na última terça (15) e divulgada pela Folha de S.Paulo, abrange negócios que não regularizavam suas pendências até o início de 2019, que chegam a R$ 14,5 bilhões.

Os empreendimentos só poderão voltar a integrar o regime de tributação diferenciado se quitarem ou parcelarem os débitos até dia 31 deste mês.

A Receita informou que aproximadamente 732 mil empresas tinham dívidas com o governo (débitos previdenciários e não previdenciários). Elas foram notificadas em setembro de 2018 e aquelas que não regularizaram sua situação foram retiradas do cadastro.

Podem optar pelo Simples Nacional as MEs (Microempresas) e EPPs (Empresas de Pequeno Porte). Para saber mais, clique aqui.

Entre os dias 11 e 13 de janeiro, São Vicente realizou a terceira edição da Virada Ambiental, com ações para conscientizar os munícipes sobre descarte correto de lixo, em especial nas praias. De acordo com a Prefeitura, o evento conseguiu recolher 130 quilos de microlixo – tampas de garrafas de refrigerante, bitucas de cigarro, embalagens de salgadinhos.

A Codesavi (Companhia de Desenvolvimento de São Vicente) foi a responsável pelo recolhimento dos resíduos nas praias. Os banhistas também foram orientados sobre como lidar com o lixo gerado para manter a praia limpa.

Além da coleta de microlixo, a Virada Ambiental realizou a Expo Eco, com exposição de materiais feitos com sucata, plantio de mudas de pau-brasil no Instituto Histórico e Geográfico da cidade e palestra sobre energia solar.

O portal SINGRAFS possui uma área exclusiva para associados. Nela, estão notícias, informes e a íntegra de Convenções Coletivas de Trabalho antigas. 

Todo sócio tem login e senha gerados pelo sindicato. Este é mais um benefício em se associar ao SINGRAFS.

A partir de domingo (13), o valor da passagem de ônibus em Ribeirão Pires aumentará de R$ 4 para R$ 4,60. O município também fará uso de tarifa social de R$ 4,40 para quem pagar a viagem em dinheiro ou com o Cartão BOM Municipal Comum.

O reajuste foi estabelecido pelo decreto municipal nº 6.887, publicado no Diário Oficial da cidade no dia 7 de janeiro. A nova legislação específica a cobrança dos R$ 4,60 para quem pagar a tarifa de ônibus com vale-transporte. Para ler a íntegra, clique aqui.

Outras três cidades do Grande ABC já subiram o preço do transporte coletivo no começo do mês de janeiro. Foram elas São Bernardo do Campo, Santo André e Diadema. 

O Programa Sebrae Mais está oferecendo o curso Gestão de Pessoas no escritório de Santo André. Serão, ao todo, três encontros, totalizando 28 horas de aula, acrescidos de mais quatro horas de consultoria na empresa do participante e 12 horas de consultoria no Sebrae e por meio remoto.

Durante o programa, serão conhecidas noções de organograma da empresa com descrição de cargos, remuneração, atração de pessoas, entrevista, clima organizacional, gerenciamento de conflitos, capacitação, relações trabalhistas, entre outros.

Os encontros serão realizados a partir de março. O curso terá material incluso e certificado de conclusão. O valor do investimento poderá ser parcelado em 10 vezes de R$ 150. As vagas são limitadas. Para saber mais, ligue para (11) 4433-4271 (falar com Mara Nunes) ou envie e-mail para .

SERVIÇO

Programa Sebrae Mais Gestão de Pessoas
Local: Rua Coronel Fernando Prestes, 47, Centro, Santo André – SP
Datas:
1º encontro – 14 e 15 de março, das 9h às 13h
2º encontro – 25, 26, 29 e 30 de abril, das 13h às 17h
3° encontro – 11 de julho, das 9h às 18h
Informações: (11) 4433-4271 (falar com Mara Nunes)

O auditório ASSINGRAFS-SINGRAFS pode ser locado para reuniões, treinamentos e palestras, tanto para empresas associadas como não associadas.

O espaço, localizado em Santo André, acomoda aproximadamente 30 pessoas e é equipado com projetor, telão, ar-condicionado e banheiros.

Para saber mais, entre em contato com nosso Departamento de Comunicação pelo e-mail  ou telefone (11) 4438-8922. 

A adesão ao programa de refinanciamento de dívidas tributárias de Santo André (Renegocia) vai até março deste ano. Para facilitar, a Prefeitura da cidade disponibilizou dois prazos diferentes, de acordo com a maneira que o munícipe ingressar ao parcelamento. Quem for se inscrever via meio eletrônico, terá até às 23h59 do dia 27 daquele mês para entrar no Renegocia. E quem preferir fazer presencialmente, terá até 29/03 para tal.

É possível fazer todo o processo pela internet, no site da própria Prefeitura. Ali, o usuário será direcionado a uma página específica onde escolherá a opção “Adesão ao Parcelamento Renegocia”; fará login e, depois, escolherá o tipo de acordo.

Já quem preferir aderir ao programa presencialmente, bastará ir à Praça de Atendimento no Paço Municipal (Praça IV Centenário, 01, Centro), de segunda a sexta, das 7h às 18h30, ou a um Posto SIM, portando RG e CPF (pessoas físicas), cópia do CNPJ, cópia dos atos constitutivos da empresa e alterações (pessoas jurídicas).

O Renegocia permite a quitação de pendências com a administração municipal em até três vezes com redução de 100% de juros de mora e multa moratória; de quatro a 12 parcelas, com 95% de redução de juros e multa; de 13 a 24 vezes, com 85% de abatimento nos juros e multas; e de 25 a 26 parcelas, com desconto de 75% dos juros e multa.

Para saber mais, acesse o site da Prefeitura de Santo André.

Entre setembro a novembro de 2018, registrou-se taxa de desocupação de 11,6%, redução de 0,5 ponto em relação ao período de junho a agosto do mesmo ano (12,1%). No geral, cerca de 12,2 milhões de brasileiros integram esta classificação. O dado foi divulgado no final de dezembro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) como parte da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua.

Já a taxa de subutilização da força de trabalho totalizou 23,9%, queda de 0,5 ponto em relação ao trimestre anterior (24,4%). O número de pessoas que fazem parte desta estimativa foi de 27 milhões.

Já o número de cidadãos desalentados manteve estável entre setembro a novembro de 2018 (4,7 milhões), representando 4,3% da população.

Sobre o número de pessoas ocupadas, a PNAD Contínua revelou alta de 1,2% em relação a junho-agosto de 2018. O dado, que abarca 93,2 milhões, é o maio da série histórica iniciada em 2012.

Para ler a Pesquisa na íntegra, clique aqui.

Atualizado às 16h29.

A nova equipe econômica do Governo Federal estuda a simplificação de tributos, como IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) e PIS/Cofins (Programas de Integração Social/ Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), e restrição de programas de refinanciamento de dívida tributária, conhecidos como Refis. Segundo publicou O Globo, o plano é unificar os impostos para reduzir encargos e extinguir os parcelamentos para quitação de pendências com a administração.

Sobre os impostos, a proposta é a de diminuir a carga tributária que, atualmente, está acima dos 30%, para algo em torno de 20%. Dessa forma, eles seriam substituídos por uma única taxa. Porém, o processo levaria cerca de dez anos, conforme avaliou a equipe econômica.

Sobre o Refis, o ministro da Economia Paulo Guedes falou, durante a posse, que se a carga tributária brasileira não fosse tão elevada, não haveria a necessidade de tê-lo. Na avaliação da pasta, o programa estimula sonegação e prejudica a arrecadação, já que os contribuintes deixariam de prestar contas à Receita Federal para aderir ao refinanciamento.

Em dezembro, um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econõmica Aplicada), coordenado por dois membros do novo governo, propôs alterações no Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Para saber mais, clique aqui.

A equipe estuda, também, mudanças no Imposto de Renda (IR) para pessoas físicas. Entre as alterações, estão a de fixar uma taxa principal entre 15% a 20%, diminuir de 27,5% para 25% a alíquota mais alta (voltada a quem possui renda a partir de R$ 4.664,68), e aumentar a faixa de isenção.