(11) 4438-8922

Em janeiro, as cidades de Santo André, Mauá e Diadema foram as que mais geraram empregos formais no Grande ABC. Juntas, totalizaram 1.152 novos postos de trabalho. Somente o município andreense foi responsável pela criação de 575 vagas.

O setor de Serviços foi o que mais contribuiu para a alta do indicador, contabilizando 1.094 postos em Santo André no primeiro mês do ano.

Os demais municípios da região tiveram queda nos índices de emprego. São Caetano encerrou 573 postos de trabalho; São Bernardo fechou 343; Rio Grande da Serra perdeu 46; e Ribeirão Pires ficou com -44. No geral, mesmo com os resultados negativos, o Grande ABC teve saldo positivo de 146 vagas.

No acumulado de 12 meses, as sete cidades registraram 34.383 novas contratações. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), organizados pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC.

Fonte: Diário do Grande ABC.

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de fevereiro chegou a 1,01%, a maior variação para o mês desde 2015 (1,22%). Em relação a janeiro, o aumento foi de 0,47%. No acumulado do ano, a alta é de 1,56%, e no dos últimos 12 meses, de 10,54%.

O grupo Educação foi o responsável pelo maior impacto (+0,31%) e a maior variação (5,61%) na média geral. Os reajustes praticados no início do ano letivo, em especial o dos cursos regulares (6,67%), afetaram o resultado de fevereiro.        

Já o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de fevereiro teve alta de 1%, também a maior variação para o mês em sete anos (no mesmo período de 2015, o índice foi de 1,16%). No acumulado do ano, chegou a 1,68%, e no dos últimos 12 meses, atingiu 10,80% - acima dos 10,60% anteriores.

Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (11). Saiba mais aqui.

A Lei nº 14.311, de 9 de março de 2022, regulamenta e autoriza o retorno de grávidas ao trabalho presencial após completarem o esquema vacinal contra o novo coronavírus (COVID-19). A nova legislação, publicada nesta quinta-feira (10) no DOU (Diário Oficial da União), já entrou em vigor.

Anteriormente, as gestantes deveriam ser afastadas, sem prejuízo do salário, adotando o regime de home office ou teletrabalho durante a pandemia.

Saiba mais:
- Lei sobre afastamento de gestante de trabalho presencial é sancionada

Com a nova legislação, a obrigatoriedade do retorno ao trabalho presencial das grávidas se dará quando:

  • Tiverem se imunizado completamente contra a COVID-19;
  • Quando encerrar o chamado "estado de emergência";
  • Quando a gestante se recusar a se vacinar.

Nesta última situação, a funcionária assinará um termo de responsabilidade e livre consentimento para o exercício do trabalho presencial, se comprometendo a "cumprir todas as medidas preventivas adotadas pelo empregador".

No entanto, mesmo o texto dizendo que a escolha por não se vacinar é "exercício de legítima opção individual" e uma "expressão do direito fundamental da liberdade de autodeterminação individual", entendimentos do STF (Supremo Tribunal Federal) e de especialistas em Direito do Trabalho são de que o bem coletivo se sobrepõe ao individual, especialmente no que se atribui ao ambiente laboral, podendo o empregador demitir por justa causa o colaborador que não se imunizar. 

Saiba mais:
- Demissão por justa causa pode ser usada em casos de recusa à vacinação
- Portaria proíbe demissão por justa causa do trabalhador que não se vacinar
- STF suspende trechos de Portaria que proíbe demissão por justa causa de quem não comprovar vacinação

Fonte: Agência Brasil.

A partir desta quarta-feira (9), o uso de máscara de proteção facial em ambientes abertos não é mais obrigatório no Estado de São Paulo. O Decreto nº 66.554 foi assinado nesta tarde pelo governador João Doria.

Decreto 66554 SPImagem: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo.

A liberação valerá em ruas, praças, parques, pátios de escolas, estádios de futebol, centros abertos de eventos, autódromos e outras áreas correlatas.

A justificativa para a decisão é o avanço da imunização contra o novo coronavírus (COVID-19). Segundo dados da Secretária Estadual de Saúde, 74% dos adultos paulistas e mais de 70% das crianças entre 5 a 11 anos estão com o esquema vacinal completo. Os óbitos pela doença caíram 55%, e as internações tiveram queda de 77%.

“É um novo momento na saúde, é um novo momento no trabalho, é um novo momento na vida. Depois de dois anos e dois meses de pandemia, de tristeza, de internações, de mortes, de perdas, nós podemos tomar uma medida com esta importância e com esta dimensão”, declarou o governador.

A utilização de máscara em locais fechados permanecerá obrigatória em salas de aula, escritórios, transporte público, cinemas e teatros.

Veja, abaixo, a coletiva do Governo do Estado de São Paulo sobre o tema:

 

Em janeiro, a inflação na indústria subiu 1,18%. Das 24 atividades industriais analisadas, 18 tiveram aumento nos preços, incluindo papel e celulose (+2,85%). Estes são os dados do IPP (Índice de Preços ao Produtor), divulgado nesta terça-feira (08) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O indicador analisa os preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos e fretes. Além da alta do papel e celulose, as indústrias extrativas, bebidas e a madeira foram as que registraram as maiores variações no período (9,54%, 4,31% e 3,14%, respectivamente).

As indústrias extrativas foram a principal influência na composição do IPP, representando 0,46% da média. Este ano, os preços deste segmento ficaram 11,30% acima dos de janeiro de 2021.

No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação na indústria chegou a 25,51%. Para saber mais, clique aqui.

Entre os dias 9 e 10 de março, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) realizarão o 9º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria. O evento será gratuito e terá programação híbrida – virtual e presencial.

Os palestrantes convidados falarão sobre “reinventar o futuro”, abordando temas como digitalização da indústria, inovação como estratégia de sustentabilidade, tecnologias disruptivas e a importância da diversidade como motor da inovação.

Durante os dois dias de Congresso, o público poderá ouvir profissionais de destaque em suas áreas. Entre eles, Horácio Piva, Presidente do Conselho de Administração da Klabin; Tânia Cosentino, CEO da Microsoft Brasil; Andrea Fodor, Líder de Grandes Empresas da Amazon Web Services; Fernando Bertolucci, diretor Executivo de Tecnologia e Inovação da Suzano/AS; Carlos Humberto, CEO da Diáspora Black; Paulo Mól Diretor de Operações do SESI/DN; entre outros.

A programação completa do Congresso está disponível no site oficial. As inscrições devem ser feitas online.

SERVIÇO

9º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria
Datas e Horário: de 9 a 10 de março, das 8h às 18h30
Local (Presencial): WTC São Paulo - Av. das Nações Unidas, 12.551, Brooklin Novo, São Paulo/SP
Informações: www.congressodeinovacao.com.br
Inscrições: cni.mediastream.com.br/inscreva-se/

Em 2021, o PIB (Produto Interno Bruto) registrou crescimento 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. O dado, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (4), mostra que o País se recuperou das perdas acumuladas em 2020 (-3,9%).

O indicador do Banco Central (IBC-Br) havia identificado aumento de 4,5% da atividade econômica brasileira no mesmo período. Ele é utilizado como prévia do PIB, oficialmente medido pelo IBGE.

Saiba mais:
- Em 2021, atividade econômica tem crescimento de 4,5%

A alta da atividade econômica foi impulsionada pelos setores de Serviços (4,7%) e Indústria (4,5%). Juntos, estes grupos foram responsáveis por 90% do PIB. Agropecuária teve queda de 0,2%, em razão das geadas e estiagem prolongadas no ano passado.

Fontes: IBGE, UOL.

A área "Imprima Conosco" foi criada para divulgar as empresas associadas às entidades.  Nela, as gráficas estão divididas por cidades, o que facilita a procura, com informações para contato (telefone, site).

Para localizar "Imprima Conosco", vá até a aba "ASSINGRAFS", na parte superior da página principal, e passe o cursor do mouse sobre ela. Ou vá até o mapa de São Paulo, na página principal, e passe o mouse sobre a cidade do Grande ABC e/ou Baixada Santista que deseja realizar a pesquisa e clique sobre ela. 

Ao longo dos seus 25 anos de existência, o SINGRAFS vem lutando em prol do fortalecimento do segmento gráfico no Grande ABC e na Baixada Santista.

Para tal, firmou parcerias importantes com a ABTG, a Abigraf-SP, Zênite Sistemas e Up Brasil, para oferecer aos seus associados serviços que os permitam realizar cursos de aprimoramento, utilizar softwares de gestão gráfica com desconto, entre outros. 

Para conhecer todos os nossos serviços e benefícios, clique aqui e aqui

Não haverá expediente da ASSINGRAFS e do SINGRAFS nos dias 28 de fevereiro (segunda) e 1º de março (terça-feira).

O atendimento será retomado no dia 2 (quarta), das 8h às 17h30.