(11) 4438-8922

Atualizado às 15h20

A partir de janeiro de 2016, Mauá investirá no Turismo Industrial. Assim como São Bernardo do Campo e Santo André, o município do Grande ABC terá fábricas como roteiro de visitas para estudantes, investidores e população. Coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico da cidade, o objetivo da ação é explorar o potencial do setor, responsável por 60% da arrecadação.

Segundo informações do ABCD Maior, os roteiros passarão pelos polos de Capuava, Sertãozinho e Petroquímico, que reúnem mais de 300 indústrias dos segmentos químico, metalúrgico e plástico.

As parcerias com empresas e universidades ainda estão sendo realizadas, e tem como meta incluir, também, a Incubadora de Empresas de Mauá no roteiro.

Em São Bernardo, o Turismo Industrial também contempla empresas do setor gráfico, como a Formag´s Gráfica e Editora Ltda., associada ASSINGRAFS-SINGRAFS. As visitas são gratuitas.

Em Santo André, os interessados têm a opção de escolher qual empresa desejam conhecer. Feito isso, o Departamento de Turismo faz a interlocução com a fábrica e organizam a visita.

Na Baixada Santista, Cubatão também aderiu ao Turismo Industrial. Segundo reportagem do portal G1, desde 2012 roteiros de visitas são realizados nas fábricas da cidade, que já foi conhecida como a mais poluída do mundo em meados da década de 1980.

As visitações, que são gratuitas, duram três horas e são direcionadas para todos os tipos de público. A idade mínima para participar dos passeios é 15 anos. Os grupos podem ter, no máximo, 40 pessoas, e são conduzidos por monitores aposentados. 

Serviço -  Agendamento de Visitas:

  • Turismo Industrial - Santo André
    Departamento de Turismo
    Telefone: (11) 4433-0752
    E-mail:
  • Turismo Industrial - São Bernardo do Campo
    Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo
    Telefone: (11) 4438-1000, ramais 1199 e 2222
    E-mail:
  • Turismo Industrial - Cubatão
    Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP)
    Telefone (13) 3362-8006

O Programa Crescer e Vencer, parceria entre o Serasa Experian e a ONG Aliança Empreendedora, capacitará Microempreendedores Individuais, conhecidos como MEIs, para gerenciamento financeiro de seus negócios. 

De acordo com o ABCD Maior, os selecionados para participar do Programa receberão cursos e consultorias de gestão, análise financeira do negócio e regularização da situação de dívida durante oito meses.  

O Crescer e Vencer selecionará 160 MEIs na primeira etapa, sendo 80 no estado de São Paulo – capital e região metropolitana, incluindo o Grande ABC. Os demais participantes serão do Distrito Federal.

Os interessados têm até o dia 14 de dezembro para se inscrever e participar do processo de seleção do Programa. Para isso, basta acessar este site. O participante deverá ter mais de 18 anos, ter um empreendimento ativo (formalizado ou não) e receber até três salários mínimos.

Ao fim da primeira etapa de capacitação, os MEIs terão a chance de integrar uma segunda fase de seleção e poderão receber investimento para o negócio, que pode ser na forma de equipamentos ou materiais.

Os cursos e consultorias têm previsão de início em março de 2016.

Localizado em Paulínia, interior de São Paulo, o Centro agora inclui em suas instalações áreas dedicadas à Agricultura, Biociências Industriais e Impressão Flexográfica. De acordo com a empresa, foram investidos US$ 22 milhões na nova construção, iniciada em 2009 e encerrada este ano.

O Centro de Pesquisa & Desenvolvimento da DuPont surgiu na década de 1980, e por mais de 20 anos atendeu demandas apenas do setor agrícola. A etapa final da expansão foi anunciada em setembro deste ano. A sessão de flexografia estava prevista para operacionalizar em novembro.

Com a área dedicada à Impressão Flexográfica, a empresa visa trazer mais qualidade e produtividade na impressão de rótulos e embalagens. O laboratório contará com equipamentos da linha DupontTM Cyrel, e oferecerá aos clientes da marca suporte técnico, treinamentos e testes para simulação de diferentes formas de aplicações. 

Pela primeira vez, o Pantone Color Institute elegeu duas cores como as “Cores do Ano de 2016”. De acordo com o  HuffPost Brasil, a estratégia foi adotada pela empresa para apoiar os debates sobre igualdade de gênero pelo mundo.

Os tons escolhidos pela Pantone foram o Rosa Quartzo e o azul Serenidade, PANTONE 13-1520 e PANTONE 15-3919, respectivamente. Segundo a empresa, a seleção das cores foi simbólica e expressariam “um estado de espírito e uma atitude”. A união entre a tranquilidade do azul e a suavidade do rosa.

Ainda de acordo com o HuffPost Brasil, a Pantone afirmou que deseja se aliar aos movimentos sociais e aos consumidores que não se prendem a padrões antiquados, como aqueles que determinam o que é “cor de menina” e o que é “cor de menino”.

Em comunicado oficial,  a empresa diz que está “experimentando um ‘borrão’ nos gêneros no que se refere à moda”, e que isso estaria “impactando as tendências de cores em todas as outras áreas do design”.

Anualmente, o Pantone Color Institute, que detém o sistema de cores gráficas, divulga a “cor do ano”. Para 2015, elegeu o Marsala (PANTONE 18-1438), e em 2014 o Orquídea Radiante (PANTONE 18-3224). Essa seleção de tons faz com que a empresa seja conhecida como grande lançadora de tendências no mundo.

O Sindicato das Indústrias de Celulose e Papel do Estado de Mato Grosso do Sul prevê que as empresas do setor encerrarão este ano com aumento de 2,72% no faturamento, correspondente a R$ 2,26 bilhões, contra R$ 2,20 bilhões no ano anterior.

O Brasil é o quarto maior produtor de papel e celulose do mundo, e o estado da região Centro-Oeste responde por aproximadamente 17% da produção nacional. De acordo com o portal G1, apésar da crise, algumas empresas já expandem linhas de produção para atender o aumento da demanda.

O Sindicato da categoria ainda projeta para 2016 a manutenção destes altos índices para a indústria na região, e leva em conta a ampliação das plantas das grandes empresas, como Fibria e Eldorado. 

A Heidelberg reabriu o espaço Print Media Center (PMC), localizado dentro da Escola SENAI Theobaldo De Nigris, no bairro paulistano da Mooca. Em um primeiro momento, o PMC recebeu a visita de clientes da fabricante de impressoras, alunos e professores do SENAI, além de estudantes de artes gráficas e design.

A reabertura do espaço reforça a parceria entre Heidelberg e SENAI Theobaldo De Nigris. O objetivo, de acordo com a empresa, é fazer com que o empresário do setor gráfico aprimore seus equipamentos e mão de obra, aumente sua competitividade no mercado.

O Print Media Center conta com equipamentos de pré-impressão, como a Suprasetter 106; offset Speedmaster CX 102 cinco cores e verniz; máquina digital Linoprint   CV; além de dobradeiras, alceadeira e guilhotina.

Para agendar visita ao PMC, basta ligar para (11) 5525-4489, ou enviar e-mail para .

No último dia 25 de novembro, foi assinado Acordo Setorial para implantação de Sistema de Logística Reversa de Embalagens em Geral. Este acordo havia sido enviado para consulta pública pelo Ministério do Meio Ambiente ainda no ano passado, e prevê que as empresas produtoras de embalagens se responsabilizem, também, pela sua coleta e reaproveitamento, ou descarte final ambientalmente adequado.

A multa para quem descumprir o Acordo varia entre R$ 400 mil a R$ 78 milhões. Por isso, segundo informações da assessoria de imprensa, a Associação pela Indústria e Comércio Esportivo (Ápice) reunirá fabricantes para discutir a responsabilidade das mesmas para a realização da logística reversa diante da quantidade de produtos colocados no mercado.

Antes de incluir Embalagens em Geral, os Sistemas de Implantação de Logística Reversa já abrangiam Embalagens Plásticas de Óleos Lubrificantes e Lâmpadas Fluorescentes de Vapor de Sódio, Mercúrio e de Luz Mista. Outros setores poderão ser contemplados com o acordo, como Produtos Eletrônicos e seus Componentes e Descarte de Medicamentos. As propostas para estes últimos foram enviadas para consulta pública.

Desde a última terça-feira (01), a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) realiza um “Mega Feirão de Natal” para renegociamento de dívidas. A ação amplia o Programa “Acertando suas Contas com a Sabesp”, lançado em julho deste ano e que facilita a renegociação das contas atrasadas.

Até o final de dezembro, os clientes poderão parcelar os débitos em seis vezes ou mais. Entre as vantagens oferecidas pela autarquia está o abatimento de juros e multas.

De acordo com a Sabesp, o “Acertando suas Contas” permitiu a 560 mil clientes acertarem suas pendências, atingindo índice de 83% de sucesso entre os consumidores que foram notificados de seus débitos pela empresa (a meta estipulada pela empresa era de 80%).

O “Mega Feirão” realizará atendimentos em unidades móveis e também nas agências fixas. Para saber mais, acesse o site da Sabesp.

A Editora Cosac Naify, famosa pelos livros de arte, anunciou na última segunda-feira (30) seu fechamento, após quase 20 anos de existência. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o fundador da empresa, Charles Cosac, alegou que apenas seu “desejo de que ela existisse não justificaria a manutenção da editora, cujos projetos culturais se encontram ameaçados neste momento.”

Entre os 1.600 títulos no catálogo, a Cosac Naify abrange obras clássicas, como coleção de “Guerra e Paz” do russo Liev Tolstoi; livros de moda, arquitetura, design, fotografia, entre outros. As edições são consideradas luxuosas.

Charles Cosac afirmou ao Estadão que a empresa não está em processo de falência. Porém, além da crise econômica, a dificuldade em manter financeiramente os projetos editoriais, que demandam altas somas e não têm garantia de retorno, pode ter influenciado a decisão de fechar as portas. Um dos exemplos citados pelo jornal foi a coleção de arte da Universidade de Yale, que teria vendido “meia dúzia de títulos”, segundo Cosac.

O contribuinte de Cubatão tem até a próxima quarta-feira (02) para aderir ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis) 2015.

De acordo com a Prefeitura, quem tem dívidas com a administração, independente se pessoa física ou jurídica, poderá renegociá-las, obtendo parcelamentos de até 40 vezes e descontos em multas e juros.

O valor mínimo das prestações é de R$ 100,00.

Quem optar em pagar os débitos à vista, terá isenção total dos encargos.

Para aderir ao Refis 2015, o morador de Cubatão deverá ir até a Procuradoria Fiscal da cidade, localizada à Praça dos Emancipadores, s/nº, no Centro, ou acessar o site www.cubatao.sp.gov.br.